Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Sacerdócio Feminino
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

A COMUNHÃO DOS SANTOS PDF Imprimir E-mail
Escrito por Elbson   

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA

PRIMEIRA PARTE - SEGUNDA SEÇÃO

A PROFISSÃO DA FÉ CRISTÃ - OS SÍMBOLOS DA FÉ

CAPITULO III - ARTIGO 9 - PARÁGRAFO 5

946         Depois de ter confessado "a santa Igreja católica", o Símbolo dos Apóstolos acrescenta "a comunhão dos santos". Este artigo é, de certo modo, uma explicitação

 823      do anterior: "Que é a Igreja, se não a assembléia de todos os santos ? " comunhão dos santos é precisamente a Igreja.

 

947         "Uma vez que todos os crentes formam um só corpo, o bem de uns é comunicado aos outros... Assim, é preciso crer que existe uma comunhão dos bens na Igreja. Mas o

 790   membro mais importante é Cristo, por ser a Cabeça... Assim, o bem de Cristo é comunicado a todos os membros, e essa comunicação se faz por meio dos sacramentos da Igreja  ." Como esta Igreja é governada por um só e mesmo Espírito, todos os bem que ela recebeu se tornam necessariamente um fundo comum .

 

948         O termo "comunhão dos santos" tem, pois, dois significados intimamente

1331    interligados: "comunhão nas coisas santas (sancta)" e "comunhão entre as pessoas santas (sancti)".

          "Sancta sanctis!" (o que é santo para os que são santos): assim proclama o celebrante na maioria das liturgias orientais no momento da elevação dos santos dons, antes do serviço da comunhão. Os fiéis (sancti) são alimentados pelo Corpo e pelo Sangue de Cristo (sancta), a fim de crescerem na comunhão do Espírito Santo (Koinonia) comunicá-la ao mundo.

 

I. A comunhão dos bens espirituais

949          Na comunidade primitiva de Jerusalém, os discípulos "mostravam-se assíduos ao

         ensinamento dos Apóstolos, à comunhão fraterna, à fração do pão e às orações" (At 2,42).

 185       A comunhão na fé. A fé dos fiéis é a fé da Igreja, recebida dos Apóstolos, tesouro de Vida que se enriquece ao ser compartilhado.

 

950        A comunhão dos sacramentos. "O fruto de todos os sacramentos pertence a todos os

1130     fiéis. Com efeito, os sacramentos, e sobretudo o Batismo, que é a porta pela qual se entra na Igreja, são igualmente vínculos sagrados que os unem a todos e os incorporam a Jesus Cristo. A comunhão dos santos é a comunhão operada pelos sacramentos... O nome comunhão pode ser aplicado a cada sacramento, pois todos

1331     eles nos unem a Deus... Contudo, mais do que a qualquer outro, este nome convém à Eucaristia, porque é principalmente ela que consuma esta comunhão ."

 

951         A comunhão dos carismas. Na comunhão da Igreja, o Espírito Santo" distribui

  799    também entre os fiéis de todas as ordens as graças especiais" para a edificação da Igreja . Ora, "cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para a utilidade de todos" (1Cor 12,7).

 

952         "Punham tudo em comum" (At 4,32). "Tudo o que o verdadeiro cristão possui, deve

2402       considerá-lo como um bem que lhe é comum com todos, e sempre deve estar pronto e disposto a ir ao encontro do indigente e da miséria do próximo .  O cristão é um administrador dos bens do Senhor .

 

953         A comunhão da caridade. Na "comunhão dos santos" "ninguém de nós vive e

1827      ninguém morre para si mesmo" (Rm 14,7). "Se um membro sofre, todos os membros compartilham seu sofrimento; se um membro é honrado, todos os membros compartilham sua alegria. Ora, vós sois o Corpo de Cristo e sois seus membros, cada um por sua parte" (1Cor 6-27). "A caridade não procura seu próprio interesse" (1

2011    Cor 13,5 ) O menor dos nossos atos praticado na caridade irradia em benefício de

 845     todos, nesta solidariedade com todos os homens, vivos ou mortos, que se funda na

1469    comunhão dos santos. Todo pecado prejudica esta comunhão.

 

II. A comunhão entre a Igreja do Céu e a da terra

954         Os três estados da Igreja. "Até que o Senhor venha em Sua majestade e, com ele,

 771    todos os anjos e, tendo sido destruída a morte, todas as coisas lhe forem sujeitas, alguns dentre os seus discípulos peregrinam na terra; outros, terminada esta vida,

1031       são purificados; enquanto outros são glorificados, vendo 'claramente o próprio Deus

1023       trino e uno, assim como é' ".

Todos, porém, em grau e modo diverso, participamos da mesma caridade de Deus e do próximo e cantamos o mesmo hino de glória a nosso Deus. Pois todos quantos são de Cristo, tendo o seu Espírito, congregam-se em uma só Igreja e nele estão unidos entre si ".

 

955         A união dos que estão na terra com os irmãos que descansam na paz de Cristo de maneira alguma se interrompe; pelo contrário, segundo a fé perene da Igreja, vê-se fortalecida pela comunicação dos bens espirituais ."

 

956         A intercessão dos santos. "Pelo fato de os habitantes do Céu estarem unidos mais

1370,2683 intimamente com Cristo, consolidam com mais firmeza na santidade toda a Igreja. Eles não deixam de interceder por nós ao Pai, apresentando os méritos que alcançaram na terra pelo único mediador de Deus e dos homens, Cristo Jesus. Por conseguinte, pela fraterna solicitude deles, nossa fraqueza recebe o mais valioso auxílio  ":

Não choreis! Ser-vos-ei mais útil após a minha morte e ajudar-vos-ei mais eficazmente do que durante a minha vida .

Passarei meu céu fazendo bem na terra .

 

957         A comunhão com os santos. "Veneramos a memória  dos habitantes do céu não

1173      somente a título de exemplo; fazemo-lo ainda mais para corroborar a união de toda a Igreja no Espírito, pelo exercício da caridade fraterna. Pois, assim como a comunhão entre os cristãos da terra nos aproxima de Cristo, da mesma forma o consórcio com os santos nos une a Cristo, do qual como de sua fonte e cabeça, promana toda a graça e a vida do próprio Povo de Deus".

Nós adoramos Cristo qual Filho de Deus. Quanto aos mártires, os amamos quais discípulos e imitadores do Senhor e, o que é justo, por causa de sua incomparável devoção por seu Rei e Mestre. Possamos também nós ser companheiros e condiscípulos seus  ." Nossa oração por eles pode não somente ajudá-los, mas também tornar eficaz sua intercessão por nos.

 

958    A Comunhão com os falecidos. "Reconhecendo cabalmente esta comunhão de todo o

1371   corpos místico de Jesus Cristo, a Igreja terrestre, desde os tempos primevos da religião cristã, venerou com grande piedade a memória dos defuntos (...) e, 'já que é um pensamento santo e salutar rezar pelos defuntos para que sejam perdoados de

1032,1689 seus pecados'(2Mc 12,46), também ofereceu sufrágios em favor deles." Nossa oração por eles pode não somente ajudá-los, mas também tornar eficaz sua intercessão por nós.

 

959         ... na única família de Deus. "Todos os que somos filhos de Deus e constituímos uma

1027    única família em Cristo, enquanto nos comunicamos uns com os outros em mútua caridade e num mesmo louvor à Santíssima Trindade, realizamos a vocação própria da Igreja ."

 

RESUMINDO

960         A Igreja é "comunhão dos santos": esta expressão designa primeiro as "coisas santas" (sancta) e antes de tudo a Eucaristia, pela qual "é representada e realizada a unidade dos fiéis que, em Cristo, formam um só corpo ".

 

961         Este termo designa também a comunhão das "pessoas santas" (sancti) em Cristo, que "morreu por todos", de sorte que aquilo que cada um faz ou sofre em Cristo e por ele produz fruto para todos.

 

962         "Cremos na comunhão de todos os fiéis de Cristo, dos que são peregrinos na terra, dos de juntos que estão terminando a sua purificação, dos bem-aventurados do céu, formando, todos juntos, uma só Igreja, e cremos que nesta comunhão o amor misericordioso de Deus e de seus santos está  sempre à escuta de nossas orações

 

Disponibilizado pela Paróquia Nossa Senhora de Aparecida - Diocese de São Miguel Paulista