Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Sacerdócio Feminino
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

A Menina Doente e a Primeira Comunhão PDF Imprimir E-mail

“A FOLHA DE SÃO PAULINO”, jornal de Trier, em um dos números o seguinte fato, passado há cinqüenta anos *(1885), na pequena cidade de Zell, da Diocese de Trier: Uma menina de nove anos, de nome Suzana Nahlen ficara paralítica dos pés até os joelhos.Só podia andar com muletas. Os médicos fizeram de tudo para curá-la, mas, todos os esforços médicos e científicos, foram em vão.

Chegou o tempo de se preparar para a primeira comunhão.

Em vista do estado da menina, o vigário resolveu prepará-la em casa, onde levaria depois, Jesus-Hóstia para a Primeira Comunhão.

A menina desejava muito assistir à doutrina com as outras e em união com as suas companheiras fazer a sua Primeira Comunhão na Igreja.

Às observações do vigário e da família respondeu que Jesus havia de lhe dar forças suficientes para isto.

No dia da sua Primeira Eucaristia, a doentinha, apoiada em duas muletas, aproximou-se, vagarosamente, da mesa sagrada, provocando compaixão.

Recebeu a santa Comunhão com muita devoção. Depois, pegou uma muleta e colocou-a debaixo do braço direito.

O vigário notou que lhe corria uma lágrima pela face, compadecido, levantou a outra muleta e entregou-a a menina, que foi para o seu lugar.

Terminada a missa, levantou-se, foi para perto do altar e entregou as muletas ao Vigário. Desceu, depois, com as suas companheiras, os dezoito degraus da escada que dá acesso ao portal da igreja, com a mesma facilidade que as outras.

À tarde, acompanhou-as a uma romaria à Paróquia vizinha, como se nunca tivesse estado doente. Desde então, andou pela cidade com a máxima facilidade.

Este milagre causou sentimentos de gratidão e alegria em todos os habitantes daquela aldeia.

Daí se vê, como é bom estar perto de Jesus. Ele tem, e nos pode dar graças tanto para o corpo, como para a alma.


*Extraído do livro: Leituras Eucharisticas, de 1935 da Editora Vozes - Frei Mariano Wentzen, cedido pela dileta amiga Geralda Maia-Caxambu/MG

Colaboração de Maria de Lourdes Salles e Passos - Paróquia São Francisco Xavier - Niterói/RJ

22-MENINA DOENTE E A PRIMEIRA COMUNHÃO (Pág.177)