Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Você concorda com a condenação da Igreja ao uso de preservativos?
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

EM MARÇO COMEÇA O NATAL E SURGE A AVE MARIA PDF Imprimir E-mail

Quem lê este título pode pensar, à primeira vista, que está lendo uma notícia do ano passado ou, então, adiantada em nove meses. Mas não: é isto mesmo. Ocorre que estamos no dia 25 de março e, por isto mesmo, começa de fato hoje o Natal: ou seja, nove meses antes do nascimento do Menino Jesus, na festa do Natal. Na data de hoje, portanto, acontece a Solenidade da Anunciação: quando o Arcanjo Gabriel comunicou a Maria que ela seria a mãe de Jesus. E no momento do seu "sim", ela foi fecundada pelo Espírito Santo, tendo início, nesse momento, a gestação de Jesus.

Ali nasceu também a oração que a partir daquele instante estaria para sempre na boca e no coração de todos os católicos: a Ave-Maria.

Maria era uma jovem simples, noiva de José, um carpinteiro descendente direto da linhagem da casa de Davi. A cerimônia do matrimônio daquele tempo, entretanto, estabelecia que os noivos só teriam o contato carnal da consumação depois de um ano das núpcias. Maria, portanto, era virgem.

Maria perturbou-se ao receber do anjo o aviso que fora escolhida para dar a luz ao Filho de Deus, a quem deveria dar o nome de Jesus, e que Ele era enviado para salvar a humanidade e cujo Reino seria eterno. Mas aceitou sua missão, demonstrando toda confiança em Deus para o cumprimento dessa profecia do Antigo Testamento, o que iria mudar o destino da humanidade.

Ao perguntar como poderia ficar grávida se não conhecia homem algum, e receber de Gabriel a explicação de que seria fecundada pelo Espírito Santo, sua resposta foi tão simples como sua vida e sua fé: "Sou a serva do Senhor. Faça-se segundo a sua vontade". Com esta resposta, pelo seu consentimento, Maria aceitou a dignidade e a honra da maternidade divina, mas ao mesmo tempo também os sofrimentos, os sacrifícios que se seguiriam.

A festa da Anunciação do Anjo à Virgem Maria (Lc 1,26-38) é comemorada desde o século V no Oriente, e a partir do século VI no Ocidente, só sendo transferida quando coincide com a Semana Santa.

Fonte: Arquidiocese de Niterói/RJ

JMJ