Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Pessoas divorciadas devem ter acesso à Eucaristia?
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

EU SOU O BOM PASTOR PDF Imprimir E-mail

“Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas”.

Que palavras belas! Só nosso Bom Jesus é capaz de se exprimir assim, porque, de fato, é o BOM PASTOR.

Quando estávamos perdidos, ele desceu do céu e veio para nos salvar. Trinta e três anos andou atrás da ovelha perdida, chamando-a procurando-a para levá-la ao aprisco.

Deu a vida por suas ovelhas. Derramou todo o seu sangue para as livrar da escravidão, da morte eterna. Morreu por nós para que nós tivéssemos a vida da graça e mais tarde a vida eterna.

“Vendo a multidão, ficou tomado de compaixão, porque estava enfraquecida e abatida como ovelhas sem pastor (Mt 9,6)”

Que felicidade! Nós somos ovelhas de JESUS CRISTO. Pertencemos ao seu rebanho. Somos objeto de seu carinho e da sua solicitude pastoral!

Sejamos gratos a Jesus por sermos suas ovelhas e devemos pedir a graça de nunca nos apartarmos dele.

Em João 10, capítulo 11, Ele nos diz:

“Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor que expõe a sua vida pelas ovelhas.”
Como Bom Pastor que alimenta suas ovelhas no melhor pasto, Jesus nos alimenta com sua Santa Doutrina. Que belas verdades nos revelam os seus Evangelhos.

“As minhas ovelhas me conhecem e ouvem a minha voz”. Assim afirma o Bom Pastor.

Ele nos fala da doutrina, na pregação, na boa leitura, nas orientações e normas da Santa Igreja e pela nossa consciência.

Devemos escutar essa voz, estudar a Santa Doutrina. Diz o Bom Pastor: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz”.

Não basta, porém ouvir: “Minhas ovelhas me ouvem e me seguem”. Ele diz isso para que sejamos seus seguidores, dos seus exemplos, dos caminhos que nos indica, do amor ao próximo, da humildade e caridade.

Ele vai à frente! Aponta as virtudes que devemos praticar e nos diz: “Aprendei de mim, sou manso e humilde de coração” (Mt 11,29).

A boa ovelha segue as pegadas do Bom Pastor.

Orar e pedir perdão a Deus pelas vezes que nos afastamos de seu pastoreio é o que devemos fazer.

O arrependimento e o perdão são importantíssimos para nos elevarmos a Deus.

Jesus Bom Pastor dá sua vida por suas ovelhas. Não só morreu por nós, mas nos alimenta na Santa comunhão com sua própria carne e nos fortalece com seu próprio sangue. Este amor foge à compreensão humana! “A minha carne é verdadeiramente comida e meu sangue é

verdadeiramente bebida” (Jo 6,56). Jesus Cristo, deu somente a Pedro as chaves do Reino e o instituiu pastor de todo rebanho. O Papa, Bispo de Roma e sucessor de São Pedro é o perpétuo e visível fundamento da unidade, quer dos Bispos, quer dos fiéis, onde nos incluímos.

Devemos nos apresentar à mesa da comunhão após exame de consciência e arrependimento de nossas faltas. Quando necessário ou, ao menos uma vez cada ano, devemos pedir a absolvição sacerdotal, pelo Sacramento da Confissão. Assim, ficamos libertos do pecado e recobramos a saúde espiritual.

Jesus deve ser recebido em nosso “coração”, com fé, amor, respeito e confiança para fortalecer nossa alma, nossa fé, alimentar nosso espírito e nos unir a Deus com os santos laços de amor.

Vós sois o meu Pastor e nós, sejamos sempre as suas ovelhas dóceis, agradecidas e fiéis.

JMJ

Lourdinha Passos Niterói, 05/01/04