Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Você concorda com a condenação da Igreja ao uso de preservativos?
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

O Adorável Sacramento de Bruxelas PDF Imprimir E-mail

Em 1369 ou 1370 um rico judeu em Paris (França) por uma boa gratificação conseguiu de um outro judeu convertido ao cristianismo, que lhe entregasse algumas Hóstias Consagradas.

Este novo “Judas’ visitou diversas Igrejas, investigando onde mais propicia a ocasião para realizar o crime. Escolheu a Igreja de Santa Catarina. Em uma noite, conseguiu entrar, ocultamente, no sacro recinto e arrombou o tabernáculo, tirou o *cibório, onde havia 16 Hóstias consagradas e as levou ao dito judeu!”.

Este, em posse das Hóstias Consagrada, chamou sua mulher, o filho e outros amigos, mostrando-lhes as Hóstias, começando depois a maltratá-las, jogando por fim o cibório com as Hóstias sobre a mesa.

Pouco tempo depois o judeu foi assassinado. A mulher viu nisso um castigo de Deus, receando outros castigos, resolveu livrar-se das Hóstias. Levou-as a Bruxelas, entregando-as aos seus correligionários.

Em uma sexta-feira, reuniram-se muitos judeus na Sinagoga e insultaram o Divino Sacramento. Espalharam as Santas Hóstias sobre uma mesa, perfurando-as e picando-as com facas. Mais, eis o “Milagre!” As Hóstias verteram copioso sangue. Assustados por este fenômeno, para eles inexplicável, cogitaram livrar-se destas Hóstias misteriosas. Lembraram-se de uma mulher judia, convertida ao catolicismo. Procuraram-na e combinaram com ela para que levasse as Hóstias roubadas a Colônia (Alemanha) para entregá-las aos judeus ai residentes. Mas, na noite seguinte, grandes aflições, sobrevieram à mulher.

Tocada de remorsos, revelou tudo ao seu Pároco. Chegando este fato, ao conhecimento das autoridades, foram os judeus condenados à morte.

Para reparar tão grande sacrilégio, prometeram os católicos, realizar anualmente, uma solene procissão.

Em Ostensórios de Ouro, ornado de pedras preciosas levam três destas Hóstias Milagrosas.

O Ostensório com estas hóstias está guardado em Santa Gudula, na Capela do Salazar, no Altar do “Admirável Sacramento”.

Um rico cidadão de Bruxelas (Bélgica) construiu uma Capela no mesmo lugar onde estava situada a Sinagoga onde se deu aquele terrível sacrilégio. Foram celebradas três piedosas Missas a cada semana, em honra do Santíssimo Sacramento. Mais tarde, tornou-se esta capela, propriedade do Conde Salazar, daí o seu nome.

Esta Capela é a sede da Irmandade da Adoração Perpétua e das Obras do Tabernáculo.

*cibório- Vaso Sagrado onde são conservadas as Hóstias Consagradas

*Gudula- Santa Padroeira de Bruxelas

* Ostensório- Peça ornamentada onde é exposta a Santa Hóstia.

-------------------------------------------------------
Extraído do livro da Ed. Vozes: Leituras Eucharisticas de 1935 - Frei Mariano Wentzen Cedido pela dileta amiga de Caxambu - MG, Geraldinha Maia.

Colaboração de Abel e Maria de Lourdes Salles e Passos – São Francisco - Niterói – RJ

44-O Adorável Sacramento de Bruxelas (Pág.71)