Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Pessoas divorciadas devem ter acesso à Eucaristia?
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

O Preciosíssimo Sangue na Igreja do Tirol - Áustria PDF Imprimir E-mail

Em 1310 um sacerdote celebrava a Santa Missa na Igreja do Mosteiro de São Jorge no Tyrol (Áustria). Depois da elevação sentiu-se assaltado por gravíssimas tentações, a respeito da presença real do Preciosíssimo Sangue. O demônio lhe dizia; “Olha a cor, nota o cheiro, tudo prova que no cálice há somente vinho”.

Em luta ferrenha contra a tentação, já não sabia como dela se livrar, eis porém, que o vinho, perdendo a sua cor branca, tornou-se cor de sangue, começou a borbulhar, enchendo o cálice até em cima.

O povo acorreu ao altar, podendo todos, presenciar este prodígio. O sacerdote, nem pode tomar o preciosíssimo sangue, que crescia sem cessar. Guardou, então, o resto do Sangue Divino no sacrário. Ainda hoje, vê-se naquela Igreja o mesmo cálice com o restante do Sangue Divino, exposto à pública veneração, sendo para isso aprovado pela autoridade eclesiástica, após, rigorosíssimo exame.

Extraído do livro da Ed. Vozes: Leituras Eucharisticas de 1935 - Frei Mariano Wentzen, cedido pela dileta amiga de Caxambu - MG, Geralda Maia. (Pág.66)

Colaboração de Maria de Lourdes Salles e Passos - Niterói – RJ - Paróquia São Francisco Xavier