Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Você concorda com a condenação da Igreja ao uso de preservativos?
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

O último presente a João Paulo II PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ana Cecília de Campos Sampaio   

Fuente: Buenas Noticias

Autor: Juan Antonio Ruiz

 

Onze horas levou o pequeno grupo de espanhóis para cegar até o corpo do Bispo de Roma. Vieram desde Madri para acompañar ao Papa em sua última viagem: a passagem para a eternidade. Quando por fim o viram, sereno e recostado, todos sentiram um nó na garganta e incluse vários choraram. 

 

Quiseram ficar e lhe cantar algo, a “Salve Rociera” ou o “No te vayas todavía”, mas um amável guarda lhes pediu que passassem rápido: milhares de pessoas, detrás deles, ainda esperavam sua vez. Deram, então a volta, e se foram. 

 

Como este grupo, mais de um milhão de pessoas recorreram um longo caminho para poder render homenagem ao que fora seu Pai e Amigo durante quase 27 anos. Agora mais que nunca se palpa como a santidade move.

 

Talvez muitos de vocês não puderam vir à Roma; mas, como todos, choraram a morte do nosso querido Papa. No entanto, há uma pergunta que com freqüência me veio à alma ao longo desses dias: quantos realmente fizemos o propósito de ser os cristãos que o Papa sempre sonhou? Peço a Deus que sejamos a maioria, ou melhor, todos. João Paulo II sempre nos pediu uma mudança de vida e que nos lançássemos a amar a Cristo. Não temos que deixar de lado as lágrimas e a dor, mas devemos fazer finca-pé no principal. 

 

Por isso, gostaria de, a través deste artigo, unir-me a uma iniciativa que um grupo de jovens propôs como uma mostra final de amor filial ao Papa: dar-lhe nesta sexta-feira, dia em que será enterrado, nosso último presente, dividido em quatro partes:

 

  1. Dado que o Santo Padre morreu no ano da Eucaristía e na véspera da festa da Divina Misericordia, vamos dar a Cristo um lugar especial, singular, através da confissão, para assim poder acompanhar ao Papa com nossa fervorosa comunhão na sexta-feira. 

 

  1. Alcançar uma indulgência plenária com algum ato de adoração Eucarística de acordo com o que o Papa aprovou para este Ano da Eucaristia. 

 

  1. Quando Joao Paulo II partiu, era sábado, dia dedicado à Santísima Virgem Maria: seria um grande presente para o Papa rezar o terço, sozinhos ou em família. 

 

  1. O Santo Padre estava preparando sua 15ª encíclica, cujo tema versava sobre a Caridade. Presenteemos o Papa a “nossa encíclica” com um ato de caridade cristã para com nosso próximo: perdoar a quem nos ofendeu ou nos fez um mal, praticar a benedicência (falar bem dos demais), dar alegrias pequenas aos membros da família, ajudar a algum conhecido a acolher a fé, ...

 

Não é fácil?! Ninguém o nega! Mas como o grupo de espanhóis que se aproximou esta manhã para ver o corpo de João Paulo II, não podemos ficar quietos, indiferentes. Quantas vezes lhe gritamos quando ainda era vivo: “João Paulo II, te ama todo o mundo!” Pois bem, se de verdade o amamos, demonstremos na forma que, tenho certeza disso, ele quer que o façamos: abramos de par em par as portas do nosso coração a Cristo. NÃO TENHAMOS MEDO!