Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Pessoas divorciadas devem ter acesso à Eucaristia?
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

Posso Entrar? Sou Eu, Jesus! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Padre Alírio José Pedrini   

“Este pedido de Jesus ressuscitado, feito à sua família e a você, pessoalmente, por ocasião da festa do Santo Natal, é rigorosamente real e verdadeiro”.

Jesus pergunta: “Posso entrar para festejar meu Natal em sua família? Posso entrar para fazer o Natal acontecer em seu lar? Posso entrar para comemorar meu aniversário com vocês? Posso entrar em você, em seu coração, em sua vida, para que você possa ter Natal?”

Este pedido de Jesus ressuscitado feito à sua família, e a você pessoalmente, por ocasião da Festa do Santo Natal, é rigorosamente real e verdadeiro. Ao mesmo tempo revela o significado profundo e funcional das festas do Santo Natal.”

Se sua resposta for: “Sim, bem-vindo, Jesus! Nosso festejado, nosso aniversariante! Sua presença, Jesus, representa o maior presente para o nosso Natal!”.

Tê-lo conosco é a maior honra e a mais profunda alegria para nosso Natal “. Se sua resposta for esta e for consciente do realismo, da efetiva presença, de Jesus Vivo, então, sua família, terá um Natal de verdade. Então, vocês celebrarão um Natal verdadeiro.

Lembro, que se a resposta for “SIM”, a presença de Jesus Vivo, o celebrado do Natal, é certa! Certíssima!

Por favo,r me leve a sério! Não estou falseando! Por acaso, não disse Jesus: Quando dois ou mais se reunirem em meu nome estarei no meio deles? Ele falou sério! Falou a Verdade! Portanto, se sua família se reúne para celebrara Jesus - Vivo pelo Seu Natal, por Seu Natalício, ela estará reunida por causa d’Ele, e Ele, com toda certeza, estará ali, em sua casa, no lugar de honra da mesa da ceia de Natal, acolhendo a celebração que lhe fizerem bem como os louvores, os agradecimentos e pedidos, e ouvindo o “Parabéns a você”.

Desculpe perguntar, mas você crê, no que você acaba de ler? Tem certeza no coração que isso pode e deveria ocorrer no Natal de sua família?... Ou você ainda acha que tudo isso é poesia natalina? Sentimentalismo vazio, auto-satisfação emocional?...”.

Sem Jesus vivo presente, não há Nata!

Pode haver festa, ceia, presentes, decorações, almoços festivos, mas...Não há NATAL!