Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Sacerdócio Feminino
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

Taizé: viagem às fontes do Cristianismo PDF Imprimir E-mail
Escrito por Agência Ecclesia   
Uma viagem à procura das fontes do Cristianismo. "Em Taizé, regressa-se aos anos em que não havia divisão entre cristãos. Ali não interessa se se é católico ou protestante. É um local de paz, de diálogo, que fomenta os ideais de fraternidade e de justiça", descreve o Pe. Vítor Mira, pároco de Regueira de Pontes e responsável pela viagem que cerca de 70 pessoas iniciam este Sábado a Taizé.

O grupo a caminho da comunidade ecuménica de Taizé fez a sua primeira paragem no Entroncamento. Às cerca de 50 pessoas oriundas da diocese de Leiria - Fátima, juntaram-se mais 19 pessoas de três grupos distintos: Cartaxo, Elvas e Lisboa.

Entre repetentes e estreantes, encontram-se pessoas de diversas idades. Jovens habituados a viagens longas de autocarros, um casal que viaja junto nesta experiência de fé, mães que acompanham os filhos e também senhoras mais velhas disponíveis para uma viagem de quase 24 horas rumo ao espírito ecuménico de Taizé.

No Entroncamento, sob um sol abrasador, o grupo dispersa para almoçar e para esticar as pernas.

Anualmente a paróquia de Regueira de Pontes organiza uma viagem a Taizé. Envolver os jovens que fazem o crisma, "proporcionar uma experiência forte de fé, para possibilitar uma maior compromisso com a Igreja", estão na base desta iniciativa.

À experiência forte individual soma-se a partilha de grupo. "A cumplicidade que se gera entre as pessoas, a própria ligação que se estabelece com o grupo missionário" são marcas que fomentam o compromisso cristão.

A viagem surge como "um retiro anual que as pessoas do grupo missionário fazem". A experiência que vivem é partilhada com a comunidade "e isso fomenta e estimula a participação para outros anos".

As primeiras horas da viagem são marcadas por conversas iniciais e pelo acomodamento no espaço que junta todos no mesmo objectivo, "rezar em Taizé, de forma simples, entre silêncios e cânticos e, assim, escutar a voz de Deus a falar".

A chegada a Taizé está marcada para este Domingo, dia 26, à hora de almoço.